Notícias

Sábado, 03 de Agosto de 2013

Força do forró atrai maior público na penúltima noite da 55a. Festa dos Estudantes

O mais sertanejo dos ritmos, o forró, atraiu o maior público, até agora, da 55a. Festa dos Estudantes de Triunfo,  na sexta-feira, 02. A música que surge da sanfona transitou entre dois lados opostos no palco da festa, começando pelo forró estilizado da banda Forrozão das Antigas até aquele mais autêntico na voz da filha de Dominguinhos, Liv Moraes.

A penúltima noite do evento começou com uma das bandas prata da casa, a orquestra Edição Extra. Eles são a prova de que, em Triunfo, surgem músicos há mais de cem anos, a partir da formação na banda Isaias Lima, a fanfarra mais antiga do sertão do Estado com mais de cem anos, e da qual vieram muitos músicos da Edição Extra.
  Quando a música dos anos dourados se despediu do público, as mulheres da banda Forrozão das Antigas cantaram e rebolaram com sucessos do tempo em que o forró estilizado nascia nos anos 80 com essência romântica e ainda sem o erotismo das bandas atuais.
  O forró continou em cena quando, ainda de luto pela morte do pai, a filha de Dominguinhos, Liv Moraes, subiu ao palco, ao lado da mãe, Guadalupe, que fez um dos vocais. Foi o primeiro show solo da cantora depois da morte do pai e, talvez para evitar se emocionar no palco, ela não falou em Dominguinhos, mas cantou muitos sucessos dele. "Realmente eu estou precisando de todo esse carinho de todos vocês para cantar, cantar e cantar" disse a cantora depois do show.
  Depois de mais de duas horas ao som do forró, o público, que lotou o Pátio de Eventos, recebeu, também de braços abertos, o cantor Adilson Ramos. O romantismo uniu os casais na praça numa tentativa de espantar o frio da madrugada que já fazia os termômetros marcarem doze graus. Antes de subir ao palco, o cantor foi presenteado no camarim com o combo dos novos catálogos turísticos de Triunfo.
  De volta à cidade depois de uma ausência de quase seis anos, Adilson falou do carinho que tem pelo lugar. "Eu adoro Triunfo. Eu estava com uma saudade imensa. Estava acostumado a vir todo ano e, de repente abriu-se uma lacuna de cinco, seis anos. Fiquei muito feliz de, este ano, vir para Triunfo" disse o cantor gradecido. Tão agradecido que estendeu o show para felicidade do público.