Notícias

Sexta-Feira, 09 de Agosto de 2013

Aplausos para Tadeu Lino de Triunfo

A tarde de sexta-feira, 09, foi a mais diferente da vida do agricultor e pedreiro Tadeu Lino da Silva, 50 anos. Ele deixou o sítio Apolinário, a 5km do centro de Triunfo, numa caminhada rumo ao Cineteatro Guarany onde assistiria a um filme na penúltima noite do 6o. Festival de Cinema da cidade. Não um curta metragem qualquer, o curta metragem sobre a sua própria história batizado com o seu nome.



Das cadeiras do teatro ele foi direto para o palco antes da exibição. Tadeu falava para uma plateia pela primeira vez e representando o diretor do curta Rodolfo Araújo que não pode vir. No curta ele apareceu não somente como agricultor e pedreiro, mas principalmente como o escultor de troncos de madeira e poeta.

“É muito emocionante a gente saber que o povo está dando valor às coisas da nossa terra e da nossa gente. Foi uma alegria imensa, uma alegria muito imensa saber que o povo está me dando prestígio e valor” disse, emocionado, ao deixar a sala de exibição depois de assistir a outros filmes.

Com 50 anos de idade, Tadeu se despediu da noite sendo fotografado para esta matéria. E avisou sobre o trabalho de escultor que está voltando incentivado pelo filme. “Agora estou me inspirando muito. Tenho novas poesias, mas agora com esse incentivo vou voltar. O meu ideal é deixar uma pequena galeria Tadeu Lino em algum lugar” anunciou. Logo depois se despediu para caminhar novamente os 5km até o sítio Apolinário.